segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Volta


Desde quando eu era criança ouvi falar de um Deus
Que abriu o mar vermelho, lutava pelos seus
Contra feras e gigantes, reinos e nações
E eu me encantava cantando suas canções
Mais o tempo foi passando e eu não quis ouvir
Preferi seguir meus rumos, tentei de Deus fugir
Mas no final do meu caminho não conseguia mais andar,
Eu senti a sua presença convidando-me a voltar

Senhor, quero me entregar,
Nos teus caminhos quero andar
E segurar a tua mão, e receber o teu perdão
E quero ser a voz que ouvia em minha infância
E vou cantar que não há distância que te possa afastar

E pra quem estiver cansado, sofrer de solidão
Pra tua vida fracassada meu Deus é solução
Pois deixou as suas ovelhas para vir te procurar
E se sentes sua presença porque hoje não cantar?

Senhor, quero me entregar,
Nos teus caminhos quero andar
E segurar a Tua mão, e receber o Teu perdão
E quero ser a voz que ouvia em minha infância
E vou cantar que não há distância
Que te possa afastar

Senhor, quero me entregar,
Nos Teus caminhos quero andar
E segurar a Tua mão e receber o teu perdão
E quero ser a voz que ouvia em minha infância,
Que não importa a distância
Ele vai te alcançar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...
Porque Dele por Ele, Para Ele:
São Todas as Coisas!